Eleições 2020

Audiência pública define o Horário Eleitoral Gratuito no rádio e tv

Representantes de partidos políticos e emissoras de rádio e tv participaram de uma audiência pública no plenário do Tribunal Regional Eleitoral do Pará na manhã desta segunda-feira, 05, onde foram definidas as emissoras de rádio e tv que irão retransmitir o Horário Eleitoral Gratuito, a partir desta sexta-feira, 09 de outubro.

A propaganda eleitoral começa nesta sexta-feira, 09 de outubro

Representantes de partidos políticos e emissoras de rádio e tv participaram de uma audiência pública no plenário do Tribunal Regional Eleitoral do Pará  na manhã desta segunda-feira, 05, onde foram definidas as emissoras de rádio e tv que irão retransmitir o Horário Eleitoral Gratuito, a partir desta sexta-feira, 09 de outubro.

Durante o evento foi sorteado a ordem de veiculação no Horário Eleitoral Gratuito por coligação e também o Plano de mídia dos partidos políticos, e as inserções dos candidatos aos cargos de prefeito e vereador.

O diretor de programação da Rádio 99 FM, Jorge Kobara, ressalta que este momento é importante para a democracia do país. “Essa ponte é fantástica entre o TRE, a mídia e o grande público. E o horário eleitoral gratuito é uma ferramenta aonde o eleitor pode tirar dúvidas sobre os candidatos, ouvir suas propostas e então escolher em que votar”, pontua.

O representante da TV Record de Belém, o advogado Rodrigo Pereira destaca que o período de Eleições é considerado a festa da democracia, “onde a opinião de toda a sociedade ganha força no pleito de seus representantes. A emissora tem um papel importante de veicular propaganda das propostas dos candidatos que irão governar a cidade”, ressalta.

Participaram da reunião o diretor geral do TRE Pará, Osmar Frota, juízes eleitorais e representantes do Ministério Público, além do representante da Anatel, Adailton Jesus Pereira

O juiz eleitoral da 29ª Zona Eleitoral, Jackson José Sodré Ferraz, faz uma avaliação positiva da audiência pública. “Aqui nos apresentamos os pontos das pautas de forma objetiva e foi tudo feito de maneira democrática, com as emissoras de rádio e tv e os representantes de partidos político. Quando eles não chegavam ao um consenso, os juízes da Comissão da Propaganda Eleitoral do TRE deliberavam entre as emissoras e representantes dos partidos políticos”, finaliza o coordenador da Comissão da Propaganda Eleitoral na capital.

Emissoras – Durante o sorteio realizado no plenário ficou definido para o primeiro período do Horário Eleitoral Gratuito de 09 a 16 de outubro, SBT irá gerar o programa na TV e no Rádio, a emissora CBN.

No período de 17 a 25 de outubro, TV Record Belém e Rádio Boas Novas. De 23 de outubro a 03 de novembro, TV Liberal e Rádio Rauland.  Finalizando o Horário Eleitoral Gratuito do 1º Turno das Eleições, de 04 a 12 de novembro, TV Nazaré e GC Comunicação.

No final da reunião foi feito o sorteio caso haja 2º turno das Eleições, foram sorteadas TV RBA, TV Nazaré, Rádios Belém Rádio e Amazônia Viva.

Partidos – Durante a audiência pública foram sorteadas a ordem dos Partidos Políticos por coligação. Ficou definida a seguinte ordem:

1º Renova Belém (CIDADANIA, DEM, PSDB, PV)

2º REPUBLICANOS (REPUBLICANOS)

3º Frente Democrática Reconstruir Belém (PP, PSD)

4º BELÉM DE NOVAS IDEIAS (PC do B, PDT, PSOL, PT)

5º JUNTOS POR BELE ́M (MDB, PL, PODE, PSC, PSL, PTB)

6º Patriota (PATRIOTA)

7º INOVAR PARA MUDAR (AVANTE, PROS, PSB, SOLIDARIEDADE)

Todas as informações sobre inserções na TV e no rádio dos partidos políticos podem ser encontradas no site oficial do TRE Pará pelo http://www.tre-pa.jus.br/eleicoes/eleicoes-2020/horario-eleitoral-1o-turno

Política

O quê e quem decidirá as eleições majoritárias em Parauapebas?

Completamente indefinida, a eleição para prefeito da capital do minério se prepara para ver seu mais agressivo embate político de todos as tempos, será uma carnificina política. Além dos triviais poderes de maior influência em uma campanha, o poder financeiro e a mentira melhor contada pelo melhor ator, temos mais dois itens de peso, as necessárias mulheres e o candente poder judiciário.

Por Roberlan Nascimento


Completamente indefinida, a eleição para prefeito da capital do minério se prepara para ver seu mais agressivo embate político de todos as tempos, será uma carnificina política. Além dos triviais poderes de maior influência em uma campanha, o poder financeiro e a mentira melhor contada pelo melhor ator, temos mais dois itens de peso, as necessárias mulheres e o candente poder judiciário.


Mulheres realmente empoderadas


Não é de hoje que todos sabemos do emponderamento das mulheres pelo maior grau de instrução educacional, gerência da família, forte ocupação do mercado de trabalho e competência social que, ao contrário dos homens, as mulheres são praticamente autônomas, independentes. Essas obviedades inegáveis deveriam, por si só, indicar o caminho dos discursos e a formação das chapas nestas eleições, mas a ineptidão, oportunidade, tempo e, talvez, machismo, arrogância e birra, muitas destas chapas serão seriamente avariadas por não terem uma representante para dialogar com o que hoje são a metade dos eleitores de Parauapebas. Das sete composições apresentadas para disputarem o pleito apenas duas manifestaram presença de mulher como vice, ao menos até agora, quais sejam: Catalão (Avante) e Meire (PMB) e Valmir (PSD) e Francine (PSDB), nenhuma delas apresentou como candidata a prefeita. Sem essa interlocução com as mulheres, quais soluções as chapas compostas apenas por homens irão expor para mitigar a tão pesada ausência feminina?

Alienígenas no Poder Judiciário?


Ao arrepio da Constituição Federal, que insiste em seu texto pétreo que no Brasil há democracia, alguns afirmam que estamos sob a tutela de uma juristocracia, exato, nada de povo, onde as eleições tem sido decididas pós sufrágio popular, em outra esfera, no poder judiciário, onde muitas das decisões monocráticas, solteiras, por apenas um único magistrado, tem mudado completamente os cenários políticos no território.
Notadamente, ao longo dos últimos dez anos o acionamento da justiça para resolver as questões eleitorais tem dado a este poder republicano condição superior ao do voto sobrescrevendo as decisões do povo, imprimindo a ideia de interesse além do cumprimento das leis transformando parte de seus integrantes em justiceiros que avançam sobre a política dos políticos como políticos superiores, obviamente, uma aberração constitucional. Torcemos por menos justiceiros e mais cumprimento das leis pelo colendo Poder Judiciário, o último refúgio da cidadania, mas a continuar as nulidades o futuro não é mais que um obscuro abismo.
No quesito crimes contra a administração pública, tecnicamente, peculato, popularmente, desvio de dinheiro público, há nuances nas principais campanhas em disputa no município de Parauapebas cujos cabeças de chapas tem sérios problemas com a justiça que poderão fazê-las naufragar antes mesmo do cômputo final dos votos. São crimes de toda ordem transitando inclusive na segunda instância a disposição de colegiados que na medida em que forem despachados negativamente para os réus os levará diretamente para o xadrez e inelegibilidades garantidas. Os presságios não são nada bom as campanhas de Darci e Valmir neste ambiente de justiceiros togados.


O cansaço do povo


Portanto, as mulheres decidirão no voto estas eleições, o judiciário invocará a lei para os candidatos diante de seus ilícitos pretéritos ou mais uma vez o povo será desconvidados a gostar da política?

Roberlan é Servidor Público da Prefeitura de Parauapebas, desde 1994.

Curionópolis - Eleições 2020

Cidadania lança Valdeir do União para prefeito de Curionópolis

No último dia 16 (quarta-feira), no Clube Natural Bosque, em Curionópolis, foi realizada a Convenção Municipal do CIDADANIA, para a escolha dos candidatos a Prefeito, Vice-prefeita e Vereadores, que irão concorrer nas eleições de 2020.

Um dos grandes momento da Convenção do Cidadania, foi a revelação do nome da vice-prefeita, a pastora Andreia.

No último dia 16 (quarta-feira), no Clube Natural Bosque, em Curionópolis, foi realizada a Convenção Municipal do CIDADANIA, para a escolha dos candidatos a Prefeito, Vice-prefeita e Vereadores, que irão concorrer nas eleições de 2020.

Na ocasião, o nome do empresário Valdeir de Jesus foi lançado oficialmente, como candidato a Prefeito de Curionópolis, tendo a Pastora Andreia como vice, 11 candidatos a Vereador e 4 candidatas a Vereadora.

Em meio à euforia do momento, Valdeir disse que “a noite foi de festa! Festa para celebrar o início de uma nova história que vamos escrever juntos. Festa para oficializar a minha pré-candidatura a Prefeito de Curionópolis. A nossa Convenção foi prestigiada por todos aqueles que já decidiram o que é melhor para a nossa cidade e para a nossa gente”.

Foto: Efrain Francis

A candidata a Vice-Prefeita, Pastora Andreia, ao se pronunciar, falou que “as nossas grandes conquistas começam lá de baixo, que os sonhos se realizam e, é por isso que estamos aqui nessa noite, para mudar a realidade, para buscar a mudança, o progresso e o desenvolvimento, que tanto esperamos para essa cidade”.

Foto: Efrain Francis

Biografia

Valdeir, nasceu na cidade de Barra do Corda, estado do Maranhão, e é o caçula de 8 irmãos. A família chegou em Curionópolis no início da década de 80, e tinha no pequeno comércio, a principal fonte de renda.

Com a vida cada vez mais difícil, o pai seguiu para o garimpo. Valdeir e os irmãos ajudaram a mãe no comércio. Aos 15 anos, herdando do pai a arte da venda, montou o seu primeiro negócio, uma banca de jornais e fita cassete.

Aos 21 anos, com muita garra e ousadia, abriu o Comercial União, um dos mais bem sucedidos empreendimentos de Curionópolis. Hoje é conhecido carinhosamente como, Valdeir do União, um empresário respeitado no município, a experiência adquirida na convivência diária com os clientes e amigos, a conversa olho no olho, o aperto de mãos e o abraço fraterno, são as credenciais de um grande administrador.

Por sua trajetória de sucesso, o seu nome ganhou as ruas, virou conversa de esquina e é considerado um homem preparado que sonha junto com o povo, na construção de uma Curionópolis mais justa para todos.

Texto: ASCOM/Cidadania Curionópolis

divulgacandcontas.tse.jus.br
Divulgação de Candidaturas e Contas Eleitorais – TSE

PRTB lança Júlio César candidato à prefeito de Parauapebas e Amaury da Pão Nobre Vice.

Em convenção realizada no dia 7 de setembro, o candidato Júlio César, foi oficialmente lançado para disputar, a prefeitura de Parauapebas, estiveram presentes o ex-senador Mário Couto e o Deputado Federal Otoni de Paula.

Júlio César tem 32 anos, é produtor e tem o apoio do presidente da República Jair Bolsonaro, o mesmo ainda não tinha disputado nenhum cargo público em outras eleições.

Posse

TRE do Pará empossa novo Juiz Substituto

A cerimônia de posse do novo juiz eleitoral substituto, Marcus Alan de Melo Gomes, aconteceu de forma virtual e contou com a presença dos membros da corte do regional

A cerimônia de posse do novo juiz eleitoral substituto, Marcus Alan de Melo Gomes, aconteceu de forma virtual e contou com a presença dos membros da corte do regional

Em cerimônia virtual realizada durante a manhã desta terça-feira, 01, tomou posse como membro substituto do Tribunal Regional Eleitoral do Pará, o juiz Marcus Alan de Melo Gomes, em vaga aberta na categoria de Juiz. A cerimônia foi presidida pelo Desembargador e Presidente do regional, Roberto Moura, que falou sobre a importante aquisição para o TREl. “Primeiro quero desejar as boas-vindas ao Dr. Marcus Alan e já afirmo que ganhamos uma peça de grande valia. É com grande satisfação que o recebemos, este que é mestre e doutor na área criminal”.


O juiz substituto que, agora passa a reforçar a corte do TRE do Pará, falou sobre os desafios de se realizar uma eleição diante do atual cenário causado pelo coronavírus.”Fui juiz eleitoral durante muitos anos, não só no interior como também em Belém e sempre trabalhei nas zonas eleitorais. No entanto, as eleições deste ano, se apresentam em um novo contexto. Espero que, com minha experiência adquirida nas zonas eleitorais, eu possa contribuir, da melhor forma possível, para que o regional consiga realizar eleições tranquilas e rigorosamente pautadas pelo princípio democrático. Esta certamente será uma experiência enriquecedora”, destacou.  


Ainda de acordo com o juiz, a campanha eleitoral que, nesta eleição ganhará proporções maiores nos meios digitais – o que evita aglomerações – merece maior atenção. “Com o aumento da campanha virtual, temos que ter bastante cuidado com as Fake News. O risco do eleitor receber uma notícia não verdadeira sobre candidatos e as eleições em si, é muito grande. Logo, caberá à justiça eleitoral realizar uma fiscalização de forma intensa, desenvolvendo ferramentas para evitar a propagação de informações falsas. Precisamos conscientizar o eleitor.”


A vice-presidente e corregedora, desembargadora Luzia Nadja Guimarães, também fez questão de receber o novo membro da corte de forma afetuosa. “É importante que deixemos registrado o perfil do Dr. Marcus Alan. Sempre voltado à academia, compartilhador de conhecimento e da valorização daquilo que é humano. Tem um brilhante trabalho na área penal construído por ele com muito respeito, e isso tem que ser evidenciado. Tenho certeza que ele realizará um maravilhoso trabalho conosco.”


A cerimônia também contou  com a participação dos juízes efetivos da corte; Luzimara Costa Moura, Sérgio Wolney de Oliveira, Edmar Silva Pereira, Álvaro José Norat, além e do Procurador do MPE, Felipe Moura Palha e do Secretário Judiciário do TRE, Renato Holanda.