Universidade está com classificação laranja para risco da doença, o que suspende aulas práticas, de campo ou visitas técnicas.

UFPA Campus Profissional — Foto: Thiago Pelaes / UFPA

Estudantes da Faculdade de Medicina (Famed), da Universidade Federal do Pará (UFPA), reclamam da ausência de oferta de aulas práticas desde o início da pandemia. A universidade está sob bandeira laranja para risco da Covid-19, classificação que proíbe atividades presenciais em todos os campis da instituição no estado.

De acordo com estudantes da Famed, em março de 2020, por conta da pandemia, as aulas teóricas e práticas do curso foram suspensas, retornando apenas as aulas teóricas em setembro, com a aprovação do calendário emergencial.

Em março deste ano, a faculdade iria ofertar um semestre apenas para reposição de aulas práticas. Mas, segundo publicação nas redes sociais nesta terça-feira (23), a Famed informou que, em função das condições sanitárias vigentes, a reposição das aulas práticas será adiada para os períodos de abril a maio e de maio a junho, conforme o período letivo.

Os estudantes afirmam que a ausência das aulas práticas tem sido prejudicial na formação acadêmica já que outras instituições estão com aulas práticas ocorrendo. Eles também criticam que o modo virtual não atende às especificidades dos cursos da área de saúde.

Em nota, a Famed afirmou que “não há qualquer alteração em relação ao calendário de aulas do curso”. Segundo a faculdade, “a quase totalidade dos componentes curriculares do curso foi realizada em 2020” e “algumas atividades práticas, porém, precisaram ser adiadas e serão repostas no início de 2021, como já havia sido anunciado e acordado com os alunos”.

Ainda de acordo com a Famed, a reposição poderia ocorrer em dois períodos, sendo um com início em março, ou em abril, mas devido ao agravamento da pandemia, a faculdade fará a reposição à partir de abril.

A nota conclui informando que “as aulas do calendário 2021 iniciam em junho (no chamado período letivo 2 da UFPA) e o segundo semestre será realizado a partir de outubro (no chamado período letivo 3 do calendário acadêmico da UFPA, divulgado em dezembro)”.

Bandeira laranja

A UFPA adotou a bandeira laranja, de risco médio, em todos os campis da universidade no dia 28 de janeiro de 2021, por meio de boletim do Grupo de Trabalho sobre o Novo Coronavírus, que monitora a evolução do vírus no estado.

A medida considera os indicadores epidemiológicos no estado, com o agravamento da pandemia diante no aumento no número de casos e confirmações de casos da variante P1.

Sob a bandeira laranja, a UFPA determinou orientações sobre atividades em campi, confira na imagem abaixo:

Orientações da UFPA com adoção do bandeiramento laranja — Foto: Reprodução/ Universidade Federal do Pará

Orientações da UFPA com adoção do bandeiramento laranja — Foto: Reprodução/ Universidade Federal do Pará

A UFPA é a maior universidade do país em número de estudantes de graduação, com mais de 51 mil estudantes em 12 campis e polos universitários em 60 municípios, com oferta de mais de 500 cursos. Além disso, a universidade conta com cinco mil servidores, entre técnicos e docentes.

G1 PA

Opinião

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.