Operação PF - Amapa

A Polícia Federal deflagrou, nesta segunda-feira (8/3), a Operação Octanagem*, na capital amapaense e em Santana, cidade na região metropolitana de Macapá. Cerca de 24 policiais federais dão cumprimento a seis mandados de busca e apreensão em residências, uma empresa de combustíveis e na sede de um partido político.

Polícia Federal investiga desvio de recursos do Fundo Eleitoral no Amapá

Ameaça Eleitoral

A violência dessa campanha eleitoral para prefeito e vereador extrapolou a seara política, no Pará – um candidato já foi assassinado em Dom Eliseu; outro, sofreu atentado e quase morre em Parauapebas; além de tiros contra a casa e carro da postulante ao cargo de vice-prefeita, em Belém. Isto sem falar de ameaças telefônicas e promessas de morte em outras cidades do interior.

EXCLUSIVO – Em Viseu, ameaça eleitoral é de queimar o Fórum com juíza dentro

Posse

A cerimônia de posse do novo juiz eleitoral substituto, Marcus Alan de Melo Gomes, aconteceu de forma virtual e contou com a presença dos membros da corte do regional

TRE do Pará empossa novo Juiz Substituto

Carta Capital - Artigo

A saída de dois secretários do Ministério da Economia, Salim Mattar, de Desestatização, e Paulo Uebel, da Desburocratização, voltaram a esquentar o clima em Brasília. Desde que sentiu o golpe da prisão de Fabrício Queiroz, o “Poderoso Checão”, Jair Bolsonaro resolveu seguir os conselhos de auxiliares, controlou seus ímpetos mais primitivos e deixou de produzir uma crise por dia. O silêncio de Bolsonaro me faz lembrar de uma definição de Pelé feita por Romário: “Calado, é um poeta”. O Planalto Central andava meio modorrento, chato, como o programa “Se Joga” da Rede Globo. A “debandada” da terça-feira 11 reanimou o circo (agora são oito os que abandonaram o barco).

Análise: Salim Mattar, típico “liberal” brasileiro, vive de subsídios do governo