Em Tocantins o setor de mineração ganha um impulso com o projeto de extração de manganês em Goianorte.

Isso se dá, pois, o setor de mineração de Manganês no Tocantins segue com um constante crescimento, em parceria com políticas de incentivo por parte do Governo do Tocantins, que visam o aumento de geração de emprego e da renda para as demais regiões, que contenha potencial mineral significativo no estado.

Agora o município de Goianorte, que está a uma distancia de 256km da capital Tocantins, se prepara para o recebimento do projeto de extração de manganês, que tem uma prospecção de produção de até 500mil toneladas de manganês por ano.

O Projeto é pertencente à Continental Exportação de Minério de Manganês

O projeto que, pertence à empresa Continental Exportação de Minério de Manganês, que ainda segue para fase final de aprovação pela ANM – Agencia Nacional de Mineração.

A área, que no total, tem uma soma de 12 mil hectares de subsolo, tem uma capacidade de geração para mais de 600 empregos, de forma direta, quando o limite da capacidade tiver sendo produzida. Atualmente, o projeto conta com apenas 20 operários diretos.

Ameto faz acompanhamento e fomentação para o segmento, no Tocantins

No Tocantins, segue a Agência de Mineração do Estado (Ameto) é quem faz o trabalho de acompanhamento e fomento, para o segmento. Em concordância com o presidente do órgão, o geólogo Aparecido Giacometto, as atividades estão ainda em desenvolvimento com um destacamento maior, nos últimos anos.

 “Com o passar dos anos, estamos percebendo um grande crescimento no setor de mineração no Tocantins. Mais empresas estão vindo para o estado, buscando mais informações sobre o potencial dos recursos minerais da região, que são abundantes. Temos todas as condições de despontar no cenário nacional e isso agrega oportunidades e novas tecnologias, gerando assim mais empregos e mais receitas tanto para o Estado, como para os municípios envolvidos” destaca o presidente Giacometto.

Fonte: Click Petróleo e Gás