Operação Apneuse estima prejuízo de aproximadamente R$ 2 milhões aos cofres públicos.

Nova Iguaçu/RJ – A Polícia Federal deflagrou nesta terça-feira (6/10) a Operação Apneuse, com o objetivo de investigar irregularidades na compra de respiradores obsoletos e com preços superfaturados, para o tratamento do COVID-19, pela Secretaria Municipal de Saúde de Japeri.

Foram cumpridos 5 mandados de busca e apreensão e uma ordem de afastamento de função pública, expedidos pela 3ª Vara Federal de São João de Meriti, nos municípios de Japeri e Nova Iguaçu.

As investigações, iniciadas em junho de 2020, tiveram o apoio do MPF, CGU e ANVISA, apontando um prejuízo de aproximadamente R$ 2 milhões aos cofres públicos.

Os investigados responderão pelos crimes previstos no art. 89, art. 90, e incisos I e II do art. 96 da Lei 8.666/1993 e também, pelo contido no art. 312 do CP (Código Penal).

*O nome da Operação faz alusão a um padrão respiratório anormal em que se verifica uma pausa respiratória após uma inspiração profunda.

Comunicação Social da Polícia Federal no Rio de Janeiro

cs.srrj@dpf.gov.br | www.pf.gov.br

(21) 2203-4404 / 4405 / 4406 / 4407