Economia

O ano de 2020 foi marcado por sucessivos aumentos no preço do gás. Em 1º de janeiro deste ano, o produto vendido no Rio Grande do Sul de forma canalizada conta com uma nova tabela, que trouxe preços mais amargos. A Companhia de Gás do Estado do Rio Grande do Sul (Sulgás), que comercializa e distribui o produto, reajustou em 7,7% o preço do gás natural domiciliar e o comercial em 9,37%.

Aumento no valor do gás domiciliar pesa no bolso do consumidor

Economia

Nesta semana, a Câmara dos Deputados e o Senado aprovaram um projeto que permite a renegociação de dívidas que estados e municípios têm com a União. O texto aprovado, que segue agora para sanção presidencial, permite que estados com alto índice de endividamento, entre eles Minas Gerais e Rio Grande do Sul, e façam parte do Regime de Recuperação Fiscal (RRF). Além disso, a vigência do programa passará de 6 para 10 anos.

Vai à sanção presidencial renegociação das dívidas de estados e municípios

ECONOMIA | MUNICÍPIOS

Diante do assunto, que tem impacto direto por todas as cidades brasileiras, em novembro o Observatório de Informações Municipais divulgou um estudo que mostra a importância das duas principais transferências de recursos para os municípios – e que serão alvo de modificações na proposta de Reforma Tributária, com a inclusão do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) que faz parte da composição do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) ao novo Imposto ou Contribuição sobre Bens e Serviços, que incorpora também o ICMS e até o ISS, que é o principal tributo municipal.

Estudo mostra a importância das transferências constitucionais e voluntárias para os municípios