Por Theíza Cristhine

Vereadores da Câmara Municipal de Parauapebas iniciaram na manhã desta terça-feira (4) os trabalhos legislativos do segundo semestre deste ano. Apenas um Projeto de Decreto Legislativo (N° 6/2020) foi colocado em votação. O objetivo era conceder título honorário ao secretário Municipal de Saúde de Parauapebas, Gilberto Laranjeiras. O intuito, porém, foi barrado pelo voto contrário do vereador Maridé Gomes.

Para ser aprovado, o projeto precisa de dois terços de aprovação dos parlamentares. No entanto, como havia dez vereadores presentes, mesmo com nove votos favoráveis não possível a aprovação. O autor do projeto e também presidente da Câmara, Luiz Castilho, se disse surpreso pela negativa do colega, afirmando acreditar que o secretario vem desempenhando bom trabalho frente à pasta.   

Ainda na sessão, as 11 indicações apresentadas pelos vereadores como sugestões de melhorias ao Poder Executivo foram aprovadas por unanimidade. Entre os assuntos, os parlamentares pediram o abastecimento de água nos bairros mais afetados pelo problema, a instalação de banheiros químicos próximo a agências bancárias, entre outros.

A vereadora Kelen Adriana também usou a tribuna para homenagear o Dia do Ciclista, comemorado no município no dia 5 de agosto, mediante Projeto de Lei aprovado em 2017, de autoria dela.

Desde esta segunda-feira (3) a Câmara de Parauapebas funciona com expediente em horário integral, porém exigindo uso obrigatório de máscara. Durante as sessões ordinárias, extraordinárias e solenes, o auditório central receberá até 30% da capacidade total do espaço, o que permite até 150 pessoas presentes.